“Bergoglio tem entre suas armas mais potentes a humildade.

 

Francisco Mele sostiene che la humildad de Papa Francisco desarma la certeza delirante de quien se cree de ser Dios en el ejercicio del poder.

“Bergoglio tem entre suas armas mais potentes a humildade. Ele não acredita ser Napoleão”, diz Prof. de Psicologia

 

RàDIO VATICANA
27-08-13

Roma (RV) – “O Papa Francisco sai da dinâmica do poder e aproxima-se do povo, que por sua vez reconhece a sua autoridade espiritual”. Foi o que afirmou o Prof. Francisco Mele – docente em diversas universidades italianas e latino-americanas, sucessor de Jorge Mario Bergoglio como professor de Psicologia no Colégio Universitário de Salvador, de Buenos Aires – durante a conferência “A Cátedra do Papa Francisco”, no âmbito do ‘Todi Festival’.
“As igrejas estão ficando cheias na Argentina, mas o sucesso desta aproximação com o povo por parte do Papa Francisco, não será frustrado pela vontade de glória, observou Mele. Napoleão se acreditava Napoleão, eis porque encontrou a derrota. Bergoglio, ao invés disto, tem entre suas armas mais potentes a humildade; ele não acredita ser Napoleão”.Segundo o psicólogo, “um ponto essencial no sistema de pensamento de Jorge Mario Bergoglio é o dos modelos geométricos; basta pensar à metáfora entre a esfera e o poliedro. A sociedade contemporânea, levada a uma extrema competitividade pelo processo de globalização, pode ser unida a uma esfera, que anula qualquer diferença entre os indivíduos levando-os a uma guerra permanente de um contra o outro. Enquanto que a sociedade que o Pontífice tem em mente – explica Mele – é similar a um poliedro, uma figura geométrica em que se reconhecem as diferenças entre os vários elementos que a compõem”. (JE)

Share on Facebook

I commenti sono chiusi.